.

.

Publicidade

Publicidade

segunda-feira, 26 de setembro de 2016

Candidatos chegam à semana da eleição, sem se aprofundarem nas propostas



A população vai às urnas neste final de semana, como um burro com viseira. Nenhum dos três candidatos se aprofundou em como vai realizar as propostas. Aliás, nem plano de governo foi recebido em todas as casas, para avaliação com calma, este ano. Foi falado em guarda municipal, taxa mínima de água, em P.A. ali ou aqui, em melhorar a saúde, em valorizar a educação, Mas, como? Nenhum candidato foi honesto até aqui com o povo. Eles sabem que prometeram coisas que talvez não deem conta, tanto por causa do lado econômico quanto pelo político. Ora, a não ser que um fenômeno novo aconteça, a arrecadação não vai mudar, este é o problema econômico. O problema político ficará para aquele que conseguir vencer a eleição com uma minoria acachapante na Câmara. Um abacaxi dos mais difíceis e caros para o prefeito descascar.

Essa situação, aliás, preocupa até mais que a anterior. Existe a possibilidade do candidato (a) vencedor (a) ter uma minoria violenta na Câmara. Quem entende minimamente como funciona a política, sabe que para conseguir governar, o prefeito precisa dos votos no Legislativo para realizar as mudanças e projetos que deseja. Quando não se tem maioria, a negociação é o caminho e, acredite, ela custa caro. São cargos na Prefeitura, empresas que vencem licitação facilitada para a família do vereador ou amigos, atendimento de pedidos dos parlamentares, enfim, todo o planejamento anterior cai por terra. O prefeito precisa deixar de lado pessoas que desejava estar ali, pois é obrigado pelas circunstâncias. E como vai ficar depois da vitória? Peitar o Legislativo não chega a ser nem opção, pois é suicídio político. Os candidatos também não estão sendo honestos neste ponto com sua própria equipe. Alguns sabem que isso vai acontecer, mas seguem prometendo cargos em troca de apoio.

Assim, neste clima de incerteza, caminhamos para mais um pleito, para escolher quem governará nossa cidade por mais quatro anos. Numa campanha marcada por pouca ou nenhuma empolgação do público geral (apenas dos cabos eleitorais), com nenhum debate de ideias, com propostas vazias e pouca honestidade com o eleitor nos discursos e promessas.

Os nomes para escolhermos são de pessoas de bem, sem nenhum ato que os desabone, todos com experiência pública. Railton é o atual vice prefeito, governo Teófilo e já foi vereador. Conceição foi vice de Carlos Moreira, Simone já foi secretária de trabalho social e de governo, nos governo Carlos Moreira e Teófilo. Se não existem propostas claras, todos vão votar em um deles com base em instinto. Vai pelo nome e pelo grupo, já que não foi oportunizada outra opção.  

quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Banda Amigo Velho se apresenta no Churrasquim neste sábado e Be Happy prepara super noite



A banda "Amigo Velho se apresenta no Churrasquim, na Castelo Branco, neste sábado, com entrada franca. A partir das 18 horas, o atendimento já será iniciado e o show está marcado para as 20 horas. Na oportunidade, os frequentadores poderão usufruir do carnê de descontos Aproveite, com 40% de desconto no Hamburguer Gourmet ou no Mexidão Bufalo Bill.

E mais tarde, no mesmo dia, haverá um grande evento na Be Happy, com Dennis BH e muito mais. Será o evento "O Baile". Em ambos, a equipe do Circutio Aproveite estará presente, com stand para que o público possa conhecer o projeto e adquirir seus carnês de descontos.


Ataques pessoais a Simone não saíram de campanha de Railton, mas de ato isolado



A cúpula da campanha de Dr. Railton não teria sido responsável pelos ataques pessoais proferidos contra a candidata Simone, segundo apurou o Tendavip. Ele teria partido de ato unilateral de um candidato a vereador, que possui um blog. O Tendavip também apurou que Dr. Railton é contra tal tipo de política já que também foi vítima de ação parecida no passado, quando acusaram-no, em campanha, de erro médico.

Nesta semana, um blog expôs a vida pessoal do casal Simone Moreira e Carlos Moreira, afirmando que Carlos não seria casado com Simone. Acontece que o blog não cita a união estável de ambos, já que dura muitos anos. A campanha de Simone não comentou o caso.


quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Dados no tribunal foram informados errado sobre doações de Chico Franco e Eliane



O contador da campanha de Conceição Winter lançou, erroneamente, dados sobre as doações de Chico Franco e Eliane. Antes eles haviam divulgado R$ 26400,00 de cada um, mas, segundo a própria Eliane nos enviou a informação foi corrigida, com número bem menor dela, R$ 880,00 e do Chico. Confira.

Resultado na região definirá rumos de Nozinho e Tito


Eles aguardam o final das eleições para definir os rumos que tomarão. Em uma eleição diferenciada das demais, com um clamor por mudanças na política nacional, Nozinho e Tito aparecem menos que o normal em termos de apoios de deputados, que em outras eleições. 

Tito, parece ter retomado parte do seu capital em Monlevade com as reuniões em apoio a Simone Moreira, Nozinho, aparece menos na cidade e os rumores de que não investiu muito financeiramente aqui podem ser reais. Tal conjuntura pode tirar seu título de majoritário. Segundo informações, em Itabira a campanha vai bem, o que amplia sua participação na cidade. Tito vai bem em Nova Era, com Laura forte na campanha. 

Em São Gonçalo, Nozinho também enfrenta uma política dura, com Buzica realizando "arrastões" pelos bairros, demonstrando que, diferente de outros anos, a oposição está colocando a cara nas ruas. Se a oposição vai vencer as eleições é outra história, ninguém duvida da força de Antônio Carlos e seu forte grupo, mas, de certa forma, houve um certo enfraquecimento natural que precisa ser trabalhado por Nozinho, com vitória ou derrota.

Com o povo cada vez mais descrente com a política, é mais que natural que eles apareçam menos neste momento. Fato é que nas cidades chave deles, ninguém pode comemorar ainda antecipadamente, tudo pode acontecer.  



Palpitadas do TM: analfabetismo político, furtos em prédios e vices prestigiados


Vices prestigiados

Os candidatos a vices em Monlevade estão prestigiados em seus grupos. A maior prova disso foi a reunião na Vila Tanque, bairro do vice de Simone Moreira, Fabrício Lopes. A rua ficou cheia para ouvir as propostas da dupla. Laércio também recebe destaque na campanha de Railton. Apesar do PT ter sido deixado de lado e desaparecido da campanha, ele tem o mesmo destaque no material de campanha que o próprio candidato. Gercy Couto é citado pela campanha como o responsável pela parte técnica caso Conceição vença. É uma espécie de garantia intelectual. 

Analfabetismo político 

Os partidos já fazem as contas e a que mais se aproxima da realidade aponta que dificilmente a oposição fará mais que 4 vereadores. Seriam 11 da situação atual, ou seja, do grupo de Simone. Na melhor das hipóteses, a oposição faria 5. Ficando 10 a 5 para a situação. Tal cenário mostra o pior dos mundos para a oposição governar. Isso porque ela fechou acordos de apoio, oferecendo, secretarias e prometendo cargos. O que, certamente, não poderá ser cumprido se quiser ter maioria na Câmara para governar. Isso é fruto da demora para definir o futuro político e dos acordos mal feitos e falta de diálogo antes, enquanto Carlos Moreira montava sua mega chapa.  

Partidos nanicos

Uma fonte séria me revelou ontem que um dos partidos nanicos pediu 5 secretarias para apoiar Danilo do Fraga, quando ele ainda era candidato. O mesmo não teria aceitado e as conversas com Conceição foram iniciadas neste sentido. Partido nanico que exige cinco secretarias é sinal que não entende nada, nada mesmo de política e quer prejudicar o governo. Analfabetismo político puro igual água de nascente. 

Furtos em prédios

Não existem palavras para descrever a total falta de segurança. Bandidos simplesmente entram em nossas casas a qualquer hora do dia e fogem com nossos bens. 



Pesquisas e eleições fantasmas



Há doze dias da eleição, contando com o de hoje, a população monlevadense ainda não sabe se existe um (a) favorito (a) para vencer. Completamente diferente de quatro anos atrás, quando houve uma guerra de números, desta vez, nenhuma pesquisa de intenção de voto foi divulgada. O que se tem são ilações de cada lado se dizendo à frente, pesquisas fantasma que mais servem para desinformar do que qualquer coisa. Talvez essa nova realidade seja boa. Ora, o povo poderá escolher com base em seu pensamento e não empurrado como um maria vai com as outras.

Encontrei com diversos grupos políticos, sejam eles de Monlevade ou São Gonçalo, as desculpas pela não divulgação são as mais bizarras. "Não queremos divulgar para eles não mapearem nossos votos", me disse um cabo eleitoral. Ora, divulgar quem está na frente não mapeia nada, pois a pesquisa por bairro fica com o partido. "Não vamos divulgar porque tememos que o candidato que estiver em terceiro saia e apoie o que está em segundo". É uma possibilidade, mas sem qualquer responsabilidade assim? Difícil queimar um nome dessa forma por causa de vaidade.

Essa parte deixada de lado, as eleições em Monlevade nunca foram tão mornas. Não tem mais paixão nas ruas, com uma única demonstração na Vila Tanque, bairro do vice, Fabrício Lopes. O marketing não empolgou de lado algum, aliás, bem abaixo da média das eleições passadas. Alguém sabe qual o slogan dos candidatos? Alguém sabe o que cada candidatura significa? Talvez os cabos eleitorais e mais ninguém.

Que o comando da cidade em si, que é o que mais importa, seja mais vibrante.



quinta-feira, 15 de setembro de 2016

Vocês querem mesmo ser prefeitos (as) ?



Caro candidato (a) . você já parou para pensar pelo que passa, ou pode passar um prefeito? Alguns episódios podem mudar a vida comum de uma pessoa boa, tranquila, e deixar marcas para sempre. Ser prefeito (a), exige estrutura da pessoa e da família também. Veja bem..

Teófilo Torres entrou para a política meio que no susto, depois da desistência de Lucien. Assumiu uma responsabilidade grande, quando já tinha praticamente certa sua eleição para deputado. Deixou a chance de lado, assumida pelo irmão, Tito, para governar a cidade em um momento complicadíssimo. Além da crise brasileira que afetou os cofres municipais, da crise global, que afetou a Arcelor, ele ainda precisava pagar a alta conta deixada por seu antecessor, Prandini, com o funcionalismo e a falta da frente de trabalho, que deixou a cidade suja.

Este início difícil foi marcado por manifestações pelo país. Na mesma época, manifestantes de Monlevade decidiram ir à casa do prefeito. Ele tem dois filhos que ainda são bem novos. Vocês sabem o que passa na cabeça de uma criança que vê o pai sair para trabalhar e voltar para casa com uma barricada da polícia, com pessoas furiosas do lado de fora, como se ele fosse um animal sendo caçado? Pois é, prefeitos de Monlevade podem passar por isso.

Carlos Moreira hoje encontra-se inelegível. Até que se prove o contrário não existe prova nenhuma de que ele tenha roubado. Os processos que foi condenado dizem respeito a doação da Prefeitura para a festa da primeira turma da UFOP que se formou e por deixar pobres invadirem áreas públicas sem passar pela Câmara Municipal a doação. Carlos, porém, é chamado por muitos de criminoso, corrupto e ladrão. Pois é, prefeitos de Monlevade podem passar por isso.

Você sabia que hoje, a Prefeitura recebe, por mês, 10 ofícios do Ministério Público com questionamentos sérios? São 120 por ano. O MP quer saber tudo. Por que você deu gratificação para fulano? Por que a conta da Prefeitura está assim? Pra onde foi o dinheiro? Isso é o dia todo. Não existe a liberdade que você tem no seu serviço para trabalhar, caro candidato (a).

Você sabia que o prefeito pede para executar um serviço e os servidores simplesmente protelam ou não fazem? Que todo dia é uma luta para fazer as pessoas trabalharem? Que 100% do seu dia você é observado? Que toda hora alguém te pede alguma coisa?

Hoje, três candidatos estão concorrendo. Conceição, Simone, Railton. Até então, pessoas íntegras, respeitadas. A pergunta que fica é, os senhores (as) têm noção de onde estão entrando? Estão dispostos e têm estrutura para suportar situações iguais ou parecidas com as descritas acima? E a família de vocês? Tem estrutura? Aguenta o tranco? Se a reposta for sim, mas sim de verdade, sigam em frente. Mas se houver algum tipo de receio, sugiro tirar o pé do acelerador, porque você está correndo nesta direção. Qualquer um pode desistir. Pois é, candidatos podem passar por isso. Depois de eleito, é mais complicado.

quarta-feira, 14 de setembro de 2016

Casas de show oferecem rock e funk nos próximos dias





A Be Happy e a Bruder planejam bons eventos para Monlevade nos próximos dias. A Be Happy promove o evento O Baile, com funk. Dj Dennis Bh e Pâmela são as propostas da casa de eventos para o dia 24 de setembro. Pista R$ 20,00 e camarote R$ 50,00.

E em outubro um dos ícones do rock nacional está de volta a João Monlevade com a tour "Louco Pra Ficar Legal". Nessa turnê, o roqueiro gaúcho Humberto Genssinger trará em seu repertório músicas de todas as fases de sua carreira: dos primórdios dos Engenheiros do Hawaii às atuais de sua carreira solo. O evento será no Ideal. 

POSTOS DE VENDA:
Óptica do Toninho (João Monlevade)
Ótica Uno Glasses (Itabira)
www.centraldoseventos.com.br

Circuito gastronômico Aproveite começou com  tudo


Em dois dias de venda após o pré lançamento, dezenas de pessoas já adquiriram o carnê do Circuito Aproveite e já desfrutam dos descontos exclusivos oferecidos pelos 34 estabelecimentos participantes. O carnê, que custa R$ 30,00, tem mais de R$ 400,00 em descontos e vantagens. A validade para uso é 28 de fevereiro de 2017. As vendas foram iniciadas apenas com vendedores externos e esta semana os bares e restaurantes participantes começaram a receber os carnês para vendas.

Você já encontra carnê para comprar nos seguintes estabelecimentos:

MR SOM (Ao lado do banco do Brasil)
Tonel Suplementos
Salão Roni Almeida

E nos restaurantes:

Wasabi Sushi bar
Dom Pierre
Magalito
Oficina da carne
Saborito
Hamburgueria
Cida Sabores
Bela Roma
Cabritinho
Contorno Beer
Contorno Burger

Durante a quarta e quinta-feiras os demais estabelecimentos participantes também vão receber os carnês para vendas.

Conheça as suítes temáticas do Cisne Motel

O Cisne Motel oferece suítes temáticas para seus clientes. São suítes exclusivas, de muito bom gosto. Tem a árabe, a japonesa e a mexicana. Todas têm 50% de desconto no circuito Aproveite. Os descontos variam de acordo com a suíte escolhida, mas podem chegar a R$ 60,00. Isso em um carnê com mais 34 estabelecimentos dando super descontos que sai para você por apenas R$ 30,00. Você também pode optar por apartamento, com 30% de desconto. O Tendavip selecionou fotos de algumas das principais suítes do Cisne, que talvez você ainda não conheça e poderá desfrutar com seu carnê Circuito Aproveite. Confira as imagens.

Suíte árabe






Suíte japonesa














Suíte mexicana